domingo, 9 de novembro de 2008

Principio, meio, fim

Princípio
Significa começo ou causa de algum fenômeno.
Princípio também pode ser definido como a causa primária, o momento, o local ou trecho em que algo, uma ação ou um conhecimento, tem origem.
Meio
Está entre o principio e o fim como é normal e natural, é nesse meio que oercorremos o caminho da nossa vida, é nesse espaço de tempo que construimos e vivemos aquilo porque sonhamos.
Fim
Para Platão, o verdadeiro fim é aquela espécie de bem que gostamos por si mesmo e não apenas pelas suas consequências. Aquela espécie de bem em si, o maior bem e não aquilo que está a meio caminho entre o maior bem e o maior mal.
No principio começa a vida, no meio se vive e no fim termina é assim que todos pensamos e desejamos, mas nas nossas vidas existem muitos principios, meios e fins.
Só numa situação existe unicamente principio, meio e fim, o nascer, viver e morrer.
Pelo contrário nas familias, amizades, relações, afectos, sentimentos desejamos e acreditamos que só têm um principio, nunca um fim, mas verificamos que não é assim com o passar dos anos, tudo pode começar e acabar quando menos esperamos.
Novo princípio após um fim inesperado com o coração magoado e ferido se torna dificil quase impossivel, esquecer não é fácil, colocar de lado nem sempre se consegue e se torna doloroso quando não conseguimos deixar para traz o meio, esse meio que nos magoa a e faz sofrer, mas também sabendo que sem colocar um fim muito dificil é outro princípio.
Princípio quando começa
Fim quando acaba
O meio está entre estes dois pontos
Será que algumas vez conseguimos colocar um fim em certas situações?
Esse fim que nos abre para novo principio
Por mais doloroso que seja esse fim só assim se consegue viver novo meio.
JBrito

video

1 comentário:

Anónimo disse...

Alguém muito importante disse: EU SOU o Alfa e o Omega (o principio e o fim), não houve ali: meio! O principio existe sim, o meio pode ser duvidoso, uma espécie de "paninho quente" que retarda a chegada do fim, que sem dúvida também existe. Há ou não há, é ou não é, quer ou não quer, ama ou não ama. Creio sinceramente que devemos desconfiar do "talvez hája, talvez seja, talvez queira, talvez ame, que representa o meio.
O dono do blog saberá exactamente a que se refere e no que acredita, eu creio no principio, na continuação do principio, na prepetuação do principio e só no principio, até ao fim. O espasmo medroso do "meio" será anulado com a certesa que no principio de tudo está a VIDA, seja um filho, uma flor ou um novo amor.

DEIXEI DE FAZER ANOS, VOU VIVER DIA A DIA

Dias que já vivi Dias que irei viver?
Todas as fotos que ilustram os meus poemas são de minha autoria, para assim tornar tudo o que dele faz parte mais meu.